Escuderia

Ferrari demite Mattiacci e anuncia Arrivabene para gestão esportiva

Publicado em 24/11/2014, às 10h58

Da AFP

Mattiacci foi diretor da Ferrari na América do Norte / Foto: AFP

Mattiacci foi diretor da Ferrari na América do Norte Foto: AFP

A Ferrari demitiu nesta segunda-feira (24) o diretor de sua escuderia de Fórmula 1, Marco Mattiacci, e anunciou a substituição por Maurizio Arrivabene, alto executivo da Philip Morris, que patrocina há muitos anos a equipe italiana com a marca Marlboro.

"Maurizio Arrivabene foi nomeado diretor geral de gestão desportiva e diretor da equipe, em substituição a Marco Mattiacci", afirma um comunicado da Ferrari.

O novo diretor da 'Scuderia Ferrari' "não é um menino de coral", de acordo com fontes do paddock da Fórmula 1, que entrou em alvoroço no fim de semana no Grande Prêmio de Abu Dhabi, ante os boatos procedentes da Itália sobre a nomeação iminente.

Mattiacci, ex-diretor da Ferrari na América do Norte, chegou à escuderia na metade do ano para substituir Stefano Domenicali. No período, o dirigente teve que lidar com a não renovação do espanhol Fernando Alonso, que desejava deixar a equipe e que deve ser anunciado, provavelmente no início de dezembro, como novo piloto da McLaren-Honda.

Arrivabene estava desde 1997 na Philip Morris, depois de 20 anos trabalhando em marketing na Itália e no exterior, destaca o comunicado da Ferrari. Em 2007 se tornou vice-presidente da Marlboro, responsável pela comunicação mundial, e em 2011 assumiu a diretoria de estratégia e marketing da empresa.

Muito envolvido com a Ferrari, que segue utilizando, de maneira discreta as cores da famosa marca de cigarro, Arrivabene também é diretor da Juventus de Turim e desde 2010 representa os patrocinadores na Comissão da Fórmula 1.

COMENTE ESTA MATÉRIA

Nome:
E-mail
Mensagem

O comentário é de total responsabilidade do internauta que o inseriu. O NE10 reserva-se o direito de não publicar mensagens com palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.


Vitrine NE10
Vitrine NE10
Fechar vídeo